Como lidar com o ciúme do irmão mais novo

Como lidar com o ciúme do irmão mais novo

Como lidar com o ciúme do irmão mais novo

Se ser filho único durante a infância pode ser um pouco solitário, ganhar um irmão pode se tornar bastante conturbado. É comum que o até então filho único sinta ciúmes do bebê, o que se coloca como um grande desafio para os pais. E esse desafio se torna ainda maior quando a mulher descobre estar grávida de gêmeos – aí, o ciúme é em dose dupla. No entanto, contornar a situação pode ser mais fácil se os pais conseguirem mostrar ao filho que ele não está sendo substituído e que não perderá atenção. “Mantenha a rotina que ele tinha antes da chegada dos irmãos, assim ele não sentirá que está perdendo ou que diminuiu o amor e os cuidados de seus pais”, sugere Rosângela Hasegawa, diretora do Berçário e colégio Evolve !Link https://colegioevolve.com.br/, de São Paulo.

Evitando o ciúme

Os ciúmes são mais comuns e acentuados em crianças que ainda não frequentam a escola e, portanto, têm suas relações interpessoais restritas ao ambiente familiar. Para evitar que o problema ganhe proporções, os pais devem reservar um tempo exclusivo para o filho mais velho. Além disso, como alerta Rosângela Hasegawa, solicitar a ajuda da criança para cuidar dos gêmeos pode ajudar não só a fazer com que ela se sinta envolvida no processo, como também a desenvolver o laço de amizade entre os irmãos. “Solicitar sua ajuda [da criança] mostra que ela é capaz, que o adulto confia nela”, explica Rosângela. Vale lembrar que a dica também vale para os casos em que a mulher está esperando apenas uma criança.
Uma boa maneira de incluir o irmão mais velho na nova rotina desde cedo é levá-lo às compras para o quarto dos irmãos. Quem dá a dica é o psicólogo clínico Luciano Passianotto !Link http://www.passianotto.com/ , também de São Paulo. Segundo Luciano, depois do nascimento, o mais velho pode até ajudar nos cuidados do bebê. No entanto, é preciso tomar cuidado, dando a ele tarefas condizentes com a sua idade. Uma criança de quatro anos, por exemplo, deve fazer apenas tarefas simples, como explica o especialista. “[O mais velho] Pode dar uma chupeta, distrair o bebê com um chocalho, cantar uma canção de ninar e conversar com seu irmãozinho”.

Retrocesso
Na maioria dos casos, a criança não expressa seu ciúme em palavras, mas sim com mudanças de comportamento. Um dos mais comuns é o retrocesso, quando ela volta a fazer coisas que fazia quando mais nova – tudo para ganhar mais atenção. Nesses casos, a diretora Rosângela sugere que os pais deem atenção à fala do mais velho e mostrem as vantagens que ele possui por ocupar essa posição. “Mostre as vantagens que ele tem por ser “grande” – ter amigos, dormir mais tarde, passear e brincar mais”, ensina a especialista.

R7

evolve

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário

Rua Clementine Brenne, 385 | Morumbi – São Paulo / SP – CEP:05659-000 | contato@colegioevolve.com.br
Telefones: (11) 3502-7100 – (11) 99990-5440